Massagem Tantrica

Nessa página iremos falar sobre a massagem tantrica, que é uma massagem cuja sua base é o Tantra e que vem a cada dia que se passa ganhando fama, e adeptos por todo o mundo, pois além de todos os benefícios que essa massagem nos traz, ela ainda ajuda muitas pessoas a desbloquear traumas, medos e diversas outras enfermidades, se você ainda não experimentou e ou não sabe o que é a massagem tantrica recomendo que leia com atenção nosso texto abaixo, pois tenha certeza de uma coisa: a massagem tantrica pode mudar sua vida!

massagem tantrica

"Muito além do puro prazer físico, a Massagem Tântrica fará você se sentir por inteiro e consciente consigo mesmo

Gosto de descrever a Massagem Tântrica mais como uma Vivência Tântrica pois não se trata de “apenas” uma massagem aonde você se deita, relaxa e deixa seu corpo adormercer nas mãos da terapeuta. Aqui o trabalho é mais intenso, mais consciente e mais abrangente. O ideal é que se permaneça atento a cada movimento, a cada sensação e principalmente a cada respiração!

A Vivência tântrica é uma forma lúdica de sentir e perceber as emoções e, portanto, é uma técnica de terapia corporal feita através da indução em movimento com a intenção de que ocorram desbloqueios em nossas couraças que são causadas por desequilíbrios emocionais advindas principalmente do campo da sexualidade, ou seja, quando você pensa em sexo o que ele representa para você? Apenas uma satisfação biológica indispensável. Apenas feito por amor. Apenas feito para procriação. Apenas feito por fazer. Ou ele nem se quer existe em sua vida, ou está existindo somente em suas fantasias...Já parou pra pensar nisso?

Uma mestra já proferiu: Libido organizada, Vida Equilibrada. Mas como fazer isso?

Tomando consciência de que você em primeiro lugar não é feito somente de carne e osso, e sim um corpo completo com mecanismos complexos permeados por nervos (muitos nervos), músculos, líquidos, energia e eletricidade capazes de proporcionar espasmos incríveis e indescritíveis, de um corpo espiritual, um corpo mental, um corpo emocional e que todos residem num espaço físico denominado de corpo humano. E que este corpo físico é a resposta de tudo que você sente, pensa e vê dentro de si e ao seu redor.

Um corpo desprovido de sentidos, de sexo, é um corpo desprovido de vitalidade, de energia sexual, energia vital.

Uma pessoa quando sente que não está provendo a sua vida ou daqueles que dependem de si, transportam para a sexualidade a emoção da impotência do prover e traduzem como impotência sexual nos homens e nas mulheres resultam na frigidez ou anorgasmia.

Este fluxo nos diz como devemos delegar a nossa libido, mas os conceitos sociais, profissionais, nos fazem interpretar de forma enganosa, deixando assim de perceber a essência da vida que deriva de uma sexualidade plena e saudável. Ter o tesão pela a vida deriva de ter uma libido organizada. Porque quando estamos felizes produzimos mais intensamente, a cabeça trabalha de forma mais livre e tranqüila delegando nossas energias para os campos necessários, direcionados de forma certa. Saberemos compor o trabalho, o estudo, a família, o relacionamento de maneira tranqüila. Mas será que isso implica em somente fazer sexo, que tudo isso se resolve na cama? E as sensações que muitas vezes estão adormecidas lá no mais profundo de nosso ser, caladas e abafadas por complexos e compromissos? Será que não significa “estarmos” sensual, sensorial e sexy?

Sensual significa estarmos apaixonados em primeiro lugar por nós mesmo. A atitude sensual é aquela que nos torna verdadeiramente conscientes do “sentir”, e nos convida a estar presentes com todo o nosso Ser quando tocamos, ouvimos, olhamos, falamos e percebemos aromas e odores.

Sensorial é poder transcender a nossa libido para executarmos os nossos prazeres, incluindo o sexo.

O sistema sensorial é composto por receptores sensoriais, estruturas responsáveis pela percepção de estímulos provenientes do ambiente (exterorreceptores) e do interior do corpo (interorreceptores). Essas terminações sensitivas do sistema nervoso periférico são encontradas nos órgãos dos sentidos: pele, ouvido, olhos, língua e fossas nasais. Estes têm a capacidade de transformar os estímulos em impulsos nervosos, os quais são transmitidos ao sistema nervoso central, que por sua vez, determina as diferentes reações do nosso organismo.

Tipos de receptores sensoriais

Os receptores sensoriais são classificados de acordo com o estímulo que conseguem captar.

- Quimiorreceptores: transmissores de informações acerca de substâncias químicas dissolvidas no ambiente. Localizam-se principalmente na língua e no nariz.

- Termorreceptores: detectam estímulos de variação térmica. São encontrados na pele.

- Mecanorreceptores: conseguem captar estímulos mecânicos. Localizam-se na pele.

- Fotorreceptores: detectores de luz encontrados nos olhos.

- Receptores de dor: classe de dendritos presentes na pele humana.

Sexy se diferencia do conceito padrão de ‘homem ou mulher desejável, porque semanticamente carrega algo a mais do que simplesmente alguém bonito. Se trata de uma aura, algo que não é físico. O cara pode ser bonito e não ser sexy. E pode ser sexy sem ser bonito. Não há palavra em português que substitua com perfeição esse conceito de sexy. Não tem a ver com beleza física, e nem com identificação de personalidade. É um combo de características, e que de alguma forma varia (ainda que levemente) de pessoa pra pessoa. Gosto para beleza varia bastante, mas reconhecimento de alguém sexy é algo que normalmente tem uma unanimidade maior.

A prática da vivência vem ao encontro deste reconhecimento interior, feita através de indução com a musicoterapia e exercícios respiratórios (pranáyáma) buscando os padrões de energia que estão em desequilíbrio colocando-o consciente no momento da vivência aprendendo a moldá-lo na prática em si, proporcionando então um diálogo com suas próprias dificuldades trabalhadas e vivenciadas em grupo.

A vivência fará com que você reviva a sua sensualidade, ficando mais
sensual, sensorial e sexy na medida em que houver a prática, preconizando a redução da ansiedade, rejeição, insegurança, timidez, etc. através de movimentos lúdicos que proporcionam êxtase e felicidades.